NO AR AGORA
MUSICAL INSTRUMENTAL
E-mail
comercial@estilowebradio.com.br
Ligue
(11) 95197-5014
NOTÍCIAS

O Pequeno Príncipe: um clássico a se apreciar

Todos já ouviram falar do clássico O pequeno Príncipe escrito em Antoine de Saint-Exupéry, o qual conta a história de um aviador que após se perder no deserto encontra esse estranho menino que diz ter vindo de outro planeta, juntos eles aprendem e refletem sobre a vida.

Apesar de ser um livro infantil, a obra é divertida para uma criança, mas reflexiva para um adulto. As diferenças entre ambos protagonistas e as lições que personagens como a raposa, a rosa e os habitantes dos diversos planetas trazem, nos fazem muitas vezes parar para pensar sobre nós mesmos.

"A gente só conhece bem as coisas que cativou - disse a raposa. - Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo já pronto nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!"

- O Pequeno Príncipe

Acho um livro genial, li quando tinha 10 anos e reli faz pouco tempo, a história outrora engraçada tomou outro significado para mim, como sei que acontecerá novamente no futuro caso o releia. O desenho da jiboia que comeu o elefante, mas que para todos os adultos era o desenho de um chapéu (ilustração a esquerda, após a imagem); ou o desenho do carneiro, que na verdade é o desenho de uma caixa em que o carneiro estaria dentro, me diverte e me faz pensar até hoje sobre a inocência e capacidade de imaginação da infância.

A relação da vaidosa e convencida rosa e do principezinho é muito interessante, ele sempre cuidou dela e atendeu todos os seus desejos, porém era “jovem demais para saber ama-la” então partiu, contudo nunca a esqueceu e desejava voltar para sua rosa.

"Não soube compreender coisa alguma! Deveria tê-la julgado por seus atos, não pelas palavras.
Ela exalava perfume e me alegrava... Não podia jamais tê-la abandonado.
Deveria ter percebido sua ternura por trás daquelas tolas mentiras. As flores são tão contraditórias!
Mas eu era jovem demais para saber amá-la." 

- O Pequeno Príncipe

Durante sua viagem pelo universo, o príncipe conheceu diversos planetas e seus moradores: o rei, o vaidoso, o bêbado, o empresário, o acendedor de lampiões, o geografo e por último, o piloto. Todos “gente grande” que em uma análise mais profunda podem representar alguns traços dos adultos, costumes da nossa sociedade e lições que precisamos aprender. A sábia raposa ensina ao pequenino um pouco sobre amor, amizade e o significado de cativar. Ambos, desconhecidos no início, se cativam após um breve período e se despedem. Na terra, além da raposa e do aviador, o menino também conhece uma enigmática cobra que possui a “solução” para leva-lo para de volta para casa: o seu veneno.

 

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."

- O Pequeno Príncipe

Enfim, é um livro maravilhoso que todos deviam ler e apreciar; adulto ou criança, a história permanece encantadora.