NO AR AGORA
DIÁSPORA - A COR DA NOSSA CULTURA
E-mail
comercial@estilowebradio.com.br
Ligue
(11) 95197-5014
NOTÍCIAS

Tim Maia: ícone do MPB

Tim Maia foi um dos maiores nomes da música popular brasileira nas últimas décadas.  Cantor, compositor, produtor musical e instrumentista, foi o responsável por vários sucessos da música brasileira nas décadas de 70 e 80. Gravou 28 discos ao longo de sua carreira e, após sua morte prematura, foi homenageado com vários prêmios, incluindo um filme contando a história de sua vida. Sebastião Rodrigues Maia nasceu no bairro da Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro, em 1942. Começou na música bem jovem, tocando bateria e violão em um grupo formado na Igreja dos Capuchinhos próxima de sua casa. Em 1957, com apenas 15 anos, fundou o The Sputniks, um grupo vocal que contava com Roberto Carlos, Arlênio Silva, Edson Trindade e Wellington e nessa época conheceu Erasmo Carlos, com quem desenvolveu uma grande amizade, que resultaria em uma grande parceria musical. Em 1959, com o fim do grupo, foi para os Estados Unidos estudar inglês, entrando em contato com vários ritmos musicais, como a soul music, e chegando a participar de um grupo local chamado The Ideals. Em 1963, Tim Maia foi deportado de volta para o Brasil, por conta de uma acusação de roubo e posse de drogas. Nessa época, Tim já era bem conhecido como compositor e produtor, passando a apostar mais na carreira de cantor, apresentando-se em programas de TV. No mesmo ano, teve composições gravadas por Roberto e Erasmo Carlos. Roberto Carlos, gravou a música “Não Vou Ficar”, para o álbum Roberto Carlos. Essa canção fez parte da trilha sonora do filme Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-rosa. Seu primeiro lançamento foi um compacto lançado em 1968 pela CBS (atual Sony Music) em 1968, seguido pelo primeiro álbum lançado no ano seguinte, que trazia as músicas como “Azul da cor do Mar” e “Primavera” , dois dos grandes sucessos de sua carreira. Ao longo da década de 80, Tim Maia continuou com uma carreira de sucesso, lançando trabalhos como o compacto “Do Leme ao Pontal”, de 1982, e  o LP “O Descobridor dos Sete Mares”, que conta com o sucesso “Me dê Motivo” (junto com os compositores Michael Sullivan/Paulo Massadas). Em 1985, gravou “Um Dia de Domingo”, em um dueto com Gal Costa. Ao longo de sua carreira, Tim Maia teve sérios problemas por conta de seus vícios. Chegava a ingerir pelo menos três garrafas de uísque todos os dias, e ainda fazia faro uso de maconha e  cocaína, o que acabou por minar sua saúde. Além disso, sofria com outros problemas relacionados à obesidade e diabetes. Em 1998, durante a gravação de um espetáculo para a TV no Teatro Municipal de Niterói, no Rio de Janeiro, não conseguiu cantar devido a um mal estar, sendo levado às presas para o Hospital Universitário Antônio Pedro logo em seguida. Lá, após uma semana internado, o quadro evoluiu para uma infecção generalizada, que o levou a óbito no dia 15 de março de 1998.